Pára O Mundo Que Eu Quero Descer

Socooooooooooooorro!! Eu quero estudar, trabalhar, ir para a academia, estar com minha família, ler um livro, viajar, estar com os amigos, descansar, dormir MAS EU NÃO TENHO TEMPO. O tempo está passando muito rápido e eu tenho muita coisa para fazer!! Isso me irrita! Você se sente assim?

É, eu também já me senti assim. Aliás, eu me senti assim por muitos anos da minha vida e além disso ficava superansiosa para ver as minhas atividades diárias concluídas rezando para sobrar tempo. O fato é que por mais que eu desejasse que o dia tivesse mais que 24 horas e o mundo desse uma paradinha de uma hora, nada disso aconteceu. As atividades aumentaram, a quantidade de responsabilidades também e parece que todo mundo resolveu solicitar alguma coisa ao mesmo tempo. Não, deu…eu tive que gritar: “PÁRA O MUNDO QUE EU QUERO DESCER!!!”

Eu desci. A minha decisão era colocar um basta neste sentimento de incapacidade de resolver todas as coisas que me eram solicitadas e não ter tempo para mais nada. Esta angústia estava me consumindo demais e o chocolate (ahhh, o chocolate…. talento vermelho….hmmm) começou a ser meu melhor amigo. O primeiro passo para resolver isso foi fazer uma megalista de tudo o que eu tinha que fazer. Sinceramente, a lista tinha mais de 50 itens e isso me deixou mais frustrada. Então, resolvi fazer uma lista em 3 grandes blocos: família, trabalho e pessoal. Em cada uma destas listas eu coloquei o que eu precisava fazer naquele dia especificamente para a família, para o trabalho e para mim. Certamente, a lista ficou grande, mas havia coisas que eu poderia combinar. Isto é, fazer uma atividade seguida da outra. Então, eu combinei, sair do trabalho e ir para a academia e depois ao mercado. Desta maneira com duas horas e meia do meu dia eu resolvi uma questão pessoal e da família. Outra decisão fundamental foi aumentar minhas horas de sono para que eu me sentisse mais disposta. Como ficar sem celular não é uma opção, eu coloquei meu celular no silencioso e deixei carregando ao longo da noite no outro cômodo da casa. Sim, foi muito difícil no primeiro dia, no segundo eu queria ir lá buscar o telefone, contudo no terceiro eu comecei a me habituar a isso. O celular em outro cômodo permitiu que eu lesse pelo menos uma página de um livro antes de dormir e quando o despertador toca de manhã cedo, não dá para lutar para ficar mais tempo na cama, pois ele fica berrando sem parar na porta do quarto.

Agora, pode deixar o mundo voltar a girar de novo. ESTOU SUBINDO! 😉

Coach Cristiane Monteiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *